Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Serviços > Saúde já investiu quase R$ 3 bilhões para aprimorar o tratamento de câncer no SUS
Início do conteúdo da página
Serviços
  • não publicado
  • Publicado: Sábado, 24 de Maio de 2014, 11h30
  • Última atualização: 23/05/14 20h57

Saúde já investiu quase R$ 3 bilhões para aprimorar o tratamento de câncer no SUS

Foto: arquivo pessoalA auxiliar administrativa Suely Ribeiro acompanha há seis meses o tratamento da filha de 4 anos de idade. A menina faz quimioterapia no Hospital da Criança de Brasília José Alencar, vinculado ao Sistema Único de Saúde (SUS), para combater a leucemia. Suely conta que está surpresa pela qualidade do atendimento.

“Eu acho que a gente está no melhor lugar. Não tem outro lugar pra ela. O tratamento é muito bom. Ela é bem atendida. Os médicos são ótimos, as enfermeiras, os atendentes, os auxiliares. Eu creio que nem em um hospital particular seria assim. Já tive a oportunidade, nessas ocasiões, de estar em um hospital particular e o tratamento não era igual aqui. Realmente ela é bem assistida. Qualquer coisa que ela tenha a gente já está aqui, já está presente, os médicos são muito atenciosos. Realmente o tratamento é muito bom em todos os sentidos. Aqui no hospital as acomodações são ótimas. Os remédios, a medicação ela sempre tem, nunca faltou. Então, realmente, a gente está no melhor lugar”, destaca.

Ainda de acordo com Suely Ribeiro, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar virou uma segunda casa para ela e para a filha, que luta contra a leucemia. “Tanto os médicos, como as atendentes, enfermeiras e até mesmo os pacientes, é como se fosse uma grande família porque, às vezes, a gente passa mais tempo aqui do que em casa. Então, a relação dos médicos com cada criança é realmente muito boa. A gente se sente bem seguro porque eles são muito humanos. Não é aquela coisa daquelas outras consultas que a gente chega e o médico mal olha, não. Os médicos, eles conhecem cada situação de cada criança, os pais das crianças, eles entendem as crianças, os pais, a nossa preocupação”, conta Suely.

A qualidade do atendimento percebida pelos pacientes do Hospital da Criança de Brasília é resultado do crescente investimento do Ministério da Saúde em oncologia. Para se ter uma ideia, entre janeiro e novembro do ano passado, o ministério encaminhou 2 bilhões e 800 milhões de reais para aprimorar o tratamento de câncer no SUS. O crescimento foi de 18% em relação ao mesmo período de 2012.

A coordenadora-geral de Atenção às Pessoas com Doenças Crônicas do Ministério da Saúde, Patrícia Chueiri, destaca que nos últimos três anos, o investimento crescente do ministério no setor aumentou as chances de cura dos pacientes. “O maior objetivo é a gente ampliar o acesso, então fica mais fácil e mais rápido o paciente iniciar o seu tratamento. E também qualificar esse cuidado depois que o paciente já está dentro de um hospital especializado na área da oncologia. Então, tudo isso pode melhorar a qualidade de vida do paciente. Em geral, o câncer, ele são vários tipos de doença, não é um único tipo. Mas, em geral, na oncologia, quanto mais rápido eu confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento, maior a chance de cura do paciente”, afirma Patrícia.

Atualmente, 279 hospitais da rede pública de saúde realizam diagnóstico e tratamento de câncer em todo o Brasil.


Fonte: Fábio Ruas / Web Rádio Saúde / Agência Saúde

Registrado em:
Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Fim do conteúdo da página